22°
Máx
16°
Min

Brasil atropela Holanda e vai a mais uma final do Grand Prix

Maior campeão da história do Grand Prix, o Brasil está a uma vitória de conquistar seu 11.º título. Neste sábado, a seleção brasileira feminina de vôlei não tomou conhecimento da Holanda, venceu por 3 sets a 0 (25/18, 25/16 e 25/23), e avançou à decisão da competição. Estados Unidos e Rússia fazem a outra semifinal em Bangcoc (Tailândia) e definem quem será o outro finalista.

Está é a quarta final "seguida" da seleção brasileira no Grand Prix. A competição costuma ser decidida em um hexagonal, mas já teve formato de final em jogo único em outras oportunidades. As últimas ocasiões foram em 2011 (Brasil perdeu dos EUA), 2006 (ganhou da Rússia) e 2004 (ganhou da Itália).

Considerando que fará a final no domingo, o Brasil já sabe que vai subir ao pódio pelo nono ano seguido. Foram sete vezes consecutivas com ouro ou prata, sequência encerrada com o bronze do ano passado. De 2004 para cá, a equipe só não ganhou medalha em 2007.

Neste sábado, o duelo contra a Holanda era uma previa do que pode acontecer nas quartas de final da Olimpíada. Mas as holandesas, que vinham animadas depois de eliminar a China na etapa anterior, nem deram para o gasto.

Com Camila Brait como líbero titular depois de boa atuação de Néia contra a Rússia, Zé Roberto escalou o time com Natália, Fabiana, Fê Garay, Sheilla, Thaisa e Dani Lins. Com força máxima, o Brasil foi melhor em pontos de ataques (40 a 39), bloqueio (11 a quatro) e saques (quatro a zero). Também só cedeu 14 pontos por erros seus, contra 20 dados pela Holanda.

Individualmente, a melhor brasileira no jogo foi Natália, com 13 pontos, sendo quatro de bloqueio. Mesmo sem ser das mais altas, a ponteira foi a maior bloqueadora da partida. Fabiana e Fê Garay fizeram 11 pontos cada, enquanto Sheilla anotou 10.