21°
Máx
17°
Min

Brasil domina pódio feminino e é campeão masculino no vôlei de praia em Fortaleza

O Brasil dominou o Open de Fortaleza, etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia disputado nesta semana nas areias da praia do Futuro, na capital do Ceará. Como aconteceu no Mundial da Holanda, no ano passado, o pódio da chave feminina foi todo brasileiro com Duda/Elize Maia campeã, Juliana/Taiana em segundo e Lili/Rebeca em terceiro. No masculino, Oscar e André faturaram o título.

Na final entre as mulheres, Duda e Elize Maia superaram Juliana/Taiana por 2 sets a 0, com parciais de 21/17 e 21/18. Foi a segunda medalha de ouro da dupla brasileira, que havia vencido o Open de Maceió, em fevereiro. Em oito eventos do Circuito Mundial, elas somam ainda uma medalha de prata e um bronze.

"Juliana/Taiana são uma dupla difícil, nosso jogo não encaixou contra elas na etapa de Natal. Mas estudamos muito, assistimos aos jogos dela. É um jogo muito equilibrado e estudado, felizmente deu tudo certo. Estamos observando uma evolução no nosso time e isso motiva, vamos correr atrás do nosso sonho que é defender o Brasil em 2020", disse Duda.

A prata foi a primeira medalha de Circuito Mundial para Juliana e Taiana, que se juntaram em janeiro deste ano. Juliana possui 92 medalhas em etapas do tour internacional, enquanto que Taiana conquistou seu 15.º pódio em uma etapa. Para completar o dia brasileiro, o bronze foi para Lili e Rebecca, que superaram Matauatu/Pata, de Vanuatu, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/19).

MASCULINO - Entre os homens, título para os brasileiros Oscar e André, que na final ganharam de virada dos alemães Jonathan Erdmann e Kay Matysik por 2 sets a 1 - com parciais de 15/21, 21/18 e 15/5, após Matysik desistir do duelo com um mal estar. A medalha de bronze ficou com os mexicanos Virgen e Ontiveros.

A campanha de Oscar e André Stein contou com sete vitórias em sete jogos e somente um set perdido. Eles já haviam conquistado um bom resultado na última semana, ao ficarem na quarta colocação da etapa cearense do Circuito Brasileiro.

Oscar comentou sobre a emoção de subir ao pódio do Circuito Mundial pela primeira vez na carreira. "Quando vi que ele (Matysik) não teria mais condições de continuar, caí no chão. É difícil controlar os pensamentos e tudo que passa na cabeça neste momento. Tenho muito que agradecer ao André, ao meu time, minha esposa. Esse título é da torcida também, nos empurraram demais nessa virada. Agora quero aproveitar, desfrutar desta conquista que vai ficar marcada no coração. Fortaleza será sempre um lugar especial para mim".