26°
Máx
19°
Min

Brasil se recupera de início irreconhecível, bate Bélgica e avança no Grand Prix

(Foto: Divulgação/CBV) - Brasil se recupera de início irreconhecível, bate Bélgica e avança no
(Foto: Divulgação/CBV)

A Bélgica pode até ter uma promissora geração também no vôlei feminino, mas seria difícil apostar em um começo tão avassalador contra o Brasil, em Ancara (Bélgica), neste sábado. As belgas foram para o primeiro tempo técnico com 8/0 no placar e venceram o primeiro tempo com facilidade, por 25 a 13. Mas as comandadas do técnico José Roberto Guimarães reagiram e venceram de virada, por 3 a 1, com parciais 13/25, 25/19, 25/16 e 25/18. O resultado classificou o Brasil à fase final do Grand Prix.

Com seis vitórias em oito partidas, a seleção brasileira soma 19 pontos e não corre o risco de perder nem mais o quarto lugar. Com mais um jogo a fazer, domingo, contra a Turquia, depende de uma vitória por 3 a 0 ou 3 a 1 para tentar ultrapassar tanto a Rússia (tem 20 pontos) quanto os EUA (21). No domingo, as americanas pegam as chinesas, ainda invictas, enquanto as russas jogam contra as japonesas.

A fase final será na Tailândia, na semana que vem, e, além das donas da casa, terá Brasil, EUA, China e Rússia. A última vaga deve ser disputada por Holanda, Sérvia, Japão e Turquia.

O JOGO - Depois de ganhar da equipe principal da Itália na sexta, o Brasil chegou com moral em alta para pegar a Bélgica. Só não esperava levar nove pontos em sequência, no saque de Van Gestel. A equipe brasileira até acordou para o jogo, mas manteve-se distante das belgas no placar.

Para o Brasil, o jogo começaria no segundo set, quando a equipe enfim resolveu jogar. Entre o primeiro e o segundo tempos técnicos, a seleção ampliou de dois para oito pontos sua vantagem e caminhou para uma vitória relativamente tranquila.

No terceiro set também só deu Brasil, que teve algum trabalho apenas na quarta parcial. O quarto set ficou empatado até 11 a 11, quando Jaqueline, a melhor da partida, desequilibrou novamente.

A ponteira fechou a partida com 17 pontos, contra 13 da oposto Tandara, escalada como titular por Zé Roberto. O treinador também avaliou a centra Juciely, enquanto Fabiana, Natália e Fabiana nem saíram do banco. Pelo lado da Bélgica, Lise Van Hecke, que jogou pelo Osasco na temporada passada, fez 16 pontos.