23°
Máx
12°
Min

Brasil se vinga da França e fecha primeira fase da Liga Mundial na liderança

A seleção brasileira masculina de vôlei conseguiu conquistar neste domingo uma espécie de vingança sobre a França ao vencer o adversário por 3 sets a 1, com parciais 25/21, 26/24, 22/25 e 25/21, na casa do rival, em Nancy, para fechar na liderança a primeira fase da Liga Mundial.

Na edição passada da competição, os franceses derrotaram os brasileiros no estágio derradeiro do torneio, no Rio, em um resultado que acabou eliminando o time nacional, que pela primeira vez desde 1997 ficou fora das semifinais.

Com este triunfo, o Brasil fechou a primeira fase da Liga Mundial como líder isolado, com 23 pontos, após conquistar oito vitórias e sofrer apenas uma derrota. Os Estados Unidos também foram aos 23 pontos ao vencerem a Rússia por 3 sets a 0, em casa, em outro jogo deste domingo, mas ficaram na vice-liderança nos critérios de desempate.

Já a França, atual campeã do torneio, terminou esta fase inicial com 20 pontos, frutos de seis triunfos e três derrotas, e também assegurou classificação.

A fase final será realizadas em Cracóvia, na Polônia, entre os dias 13 e 17 deste mês. Apenas cinco seleções - mais a equipe da casa - chegam para seguir na disputa pelo título. Além de franceses, norte-americanos e brasileiros, a Sérvia, terceira colocada com 21 pontos, e a Itália, quinta com 19, também foram à fase final. A atual campeã olímpica Rússia, que ficou em sexto lugar com 15, foi eliminada.

Maior campeão da história da Liga Mundial, o Brasil persegue o seu décimo troféu, que o time comandado por Bernardinho não conquista desde 2010, sendo que nos últimos anos amargou vice-campeonatos em 2011, 2013 e 2014.

O Brasil tem na Liga Mundial o seu último desafio antes da disputa dos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto, quando espera poder conquistar um histórico tricampeonato após os ouros em Barcelona-1992 e Atenas-2004 e as pratas em Pequim-2008 e Londres-2012.

Com o Brasil já classificado por antecipação desde a última sexta-feira, o técnico Bernardinho resolveu escalar apenas Bruno e Eder entre os titulares que venceram a Bélgica por 3 sets a 2, no sábado, também em Nancy.

A equipe entrou jogando com Bruno, Evandro, Éder, Maurício Souza, Douglas e Maurício Borges, além do líbero Tiago Brendle. No decorrer do duelo entraram Wallace e Williamm Isac. No final das contas, o grande destaque brasileiro foi Maurício Souza, que ao lado do francês Earvin Ngapeth foi o maior pontuador do jogo, com 19 acertos. Mauricio Borges, com 16 pontos, também foi decisivo pela equipe nacional.

A força do bloqueio brasileiro também acabou sendo um diferencial, pois contabilizou 15 pontos, contra apenas seis dos franceses neste fundamento. Já por meio de ataques foram 58 pontos, contra 55 dos adversários, que cederam 24 pontos em erros, diante de 22 dos brasileiros.