28°
Máx
17°
Min

Brasil vence fácil a Sérvia e fecha 1ª semana do Grand Prix invicto

(Foto: Divulgação)  - Brasil vence fácil a Sérvia e fecha 1ª semana do Grand Prix invicto
(Foto: Divulgação)

A seleção brasileira feminina de vôlei passou bem pela primeira semana do Grand Prix. Jogando em casa, na Arena Carioca 1, uma das sedes dos Jogos Olímpicos do Rio, o Brasil venceu neste domingo a Sérvia por 3 sets a 0 (25/20, 25/18 e 25/18) na melhor atuação na sequência de três vitórias.

A partida teve momentos de emoção no intervalo entre o segundo e o terceiro sets, quando o tempo de descanso é maior. A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) levou ao ginásio dezenas de atletas que representaram os Brasil nos Jogos Olímpicos no vôlei feminino desde Moscou-1980. Entre outras, estiveram lá Virna, Fernanda Venturini e Walewska.

Em quadra, brilhou a nova xodó do vôlei brasileiro. A ponta Gabi entrou no segundo set no lugar de Fê Garay e anotou sete pontos. Mais importante que isso, mostrou que está recuperada das dores no tornozelo que a incomodaram nos últimos meses, inclusive durante a conquista da Superliga pela equipe da Unilever.

Diferente dos jogos contra Itália (quinta) e Japão (sexta), realizados à tarde, em dia de semana, a Arena Carioca 2 teve bom público para o duelo diante da Sérvia na manhã deste domingo. E o Brasil aproveitou bem o apoio da torcida. As europeias até assustaram no meio do primeiro set, passando à frente no placar, mas logo o Brasil voltou à frente para fechar em 25/20.

Nos dois sets seguintes, o Brasil nunca foi ameaçado, conseguindo duas vitórias por 25/18. Pela primeira vez, Thaisa e Fabiana atuaram juntas no meio de rede nesta temporada, marcando 10 pontos cada uma, apenas três de bloqueio. Natália jogou bem na ponta, fazendo 14. Sheilla, com 11, também teve boa atuação.

Zé Roberto aproveitou a partida para testar Leia como líbero. Ela é a reserva natural da titular Camila Brait, mas pode ser preterida por Mari Paraíba, numa ousadia de Zé Roberto, que usaria a atleta tanto quanto ponta, como líbero.

Na semana que vem, o Brasil joga em Macau, território ligado à China, onde enfrenta Sérvia, Bélgica e China. Depois, na terceira rodada, encara novamente Itália e Bélgica, além da dona da casa Turquia em Ancara.