22°
Máx
17°
Min

Sorteio põe Pedro Solberg/Evandro em 'Grupo da Morte' no Rio; mulheres dão sorte

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) sorteou neste sábado, em Gstaad, na Suíça, os grupos da primeira fase do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos do Rio, que serão em agosto. As duas duplas masculinas e as duas femininas do Brasil eram cabeças de chave no sorteio, graças ao desempenho no ranking mundial. Assim, são favoritas nos respectivos grupos.

Quem deu mais azar foi Pedro Solberg/Evandro. Eles estão no Grupo D, que tem também Samoilovs/Smedins. Os letões formam uma das duplas mais fortes do Circuito Mundial, tendo ganhado o Grand Slam de Olsztyn (Polônia), há três semanas, e também o Open de Antalya (Turquia), em maio.

O Grupo D ainda tem Schalk/Saxton, do Canadá, e Diaz/Gonzalez, de Cuba. Os canadenses fazem boa temporada e ficaram com o bronze no Major de Porec (Croácia), na semana passada. Os cubanos não disputam o Circuito Mundial, mas ficaram com o bronze no Pan de Toronto, no Canadá, no ano passado.

Avançam às oitavas de final os dois melhores de cada grupo, mais quatro dos seis terceiros colocados. Pedro e Evandro têm o fator casa a favor, mas não chegam a ser favoritos na chave, que é bastante equilibrada.

Alison e Bruno Schmidt, líderes do ranking mundial, deram mais sorte no Grupo A. Eles vão jogar contra Ranghieri/Carambula, da Itália, e Doppler/Horst, da Áustria, além de uma dupla que virá do Pré-Olímpico Mundial e pode ser do Canadá, da China ou da Venezuela. Essa definição acontece neste domingo.

Os brasileiros são favoritos, ainda que o duelo contra os austríacos tenha sido a final em Porec na semana passada. Na última sexta-feira, Alison e Bruno enfrentaram a dupla italiana em Gstaad, vencendo por 2 a 1.

FEMININO - Entre as mulheres, a primeira fase tende a ser tranquila. Larissa e Talita, no Grupo A, vão jogar contra Kolosinska/Brzostek (Polônia) e Fendrick/Sweat (Estados Unidos), além de uma dupla que vem do Pré-Olímpico Mundial. As polonesas não costumam ter grandes resultados, mas fizeram final do Grand Slam do Rio, em março.

Já Ágatha/Bárbara Seixas, no Grupo B, vão encarar Liliana/Elisa, da Espanha, Gallay/Klug, da Argentina, e uma equipe que virá do Pré-Olímpico. As espanholas são uma dupla com alguma regularidade, mas que não costuma ir longe no Circuito Mundial.