24°
Máx
17°
Min

15 homens do CV ligados a resgate de traficante no Rio são transferidos

Quinze presos ligados a facção criminosa Comando Vermelho estão sendo transferidos, na manhã desta quarta-feira, 22, para presídios federais fora do Estado do Rio de Janeiro. Eles teriam comandado o resgate do traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, na madrugada de domingo, 19, no Hospital Municipal Souza Aguiar, referência para atendimentos de emergências durante os Jogos Olímpicos no centro carioca.

O grupo, que estava do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, será levado para os Presídios de Catanduvas, no Paraná, Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, e para a Penitenciária Federal de Rondônia.

Áudio

A determinação de transferir os presos foi dada pelo juiz Eduardo Oberg, da Vara de Execuções Penais (VEP), nesta terça-feira, 21. O magistrado argumentou que gravações de áudio (ouça abaixo) com comemorações pelo resgate de Fat Family, recebidas na cadeia por Edson Pereira Firmino de Jesus, o Zaca, tio de Fat Family, "evidenciam a necessidade de desarticulação imediata da quadrilha e seu constante monitoramento de modo rigoroso". Zaca é um dos presos que estão sendo transferidos.

Os outros presos transferidos são Marcio Gomes Medeiros Roque (Marcinho do Turano), Marcelo Fonseca de Souza (Xará), Sandro Batista Rodrigues (Naiba), Aleksandro Rocha da Silva, (Sam da Caico), Paulo César Souza dos Santos (Paulo Muleta), Isaías da Costa Rodrigues (Isaías do Borel), Leonardo Carlos da Silva (Leo da Kelson), Davi da Conceição Carvalho (Davi do Chapadão), Marcelo da Silva Guilherme (Marcelinho do Prazeres), Wilson Ferreira Cardozo (Bacalhau), Eliezer Miranda Joaquim (Criam), Arnaldo da Silva Dias (Naldo), Carlos Eduardo Rocha Freire Barboza (Kadu Playboy) e Francisco Eduardo Freire Barboza (Chico da Ecatur).

Na manhã desta quarta-feira, a Polícia Militar realiza, pelo terceiro dia consecutivo, buscas por Fat Family e pelos criminosos que participaram do seu resgate. Policiais de 22 batalhões estão envolvidos. Eles vistoriam as principais favelas da capital, da região metropolitana e da Baixada Fluminense.