24°
Máx
17°
Min

Aplicativo 'Coletivo' é lançado oficialmente no 'Dia Mundial Sem Carro'

(Foto: Divulgação) - Aplicativo 'Coletivo' é lançado no 'Dia Mundial Sem Carro'
(Foto: Divulgação)

Não é fácil se locomover por São Paulo, mas a tecnologia pode ser uma aliada para o passageiro do ônibus ou para quem vai de trem ou metrô. É o caso do Coletivo, aplicativo que já funciona de forma experimental há um ano mas que será lançado oficialmente nesta quinta-feira, 22, Dia Mundial Sem Carro.

Idealizado por uma startup, ele não só dá informações precisas sobre os ônibus que passam por determinada região - com uma margem de erro de 1 minuto - como também sobre atividades de lazer em um raio de 800 metros. "Se o ônibus for demorar, mostramos o que dá para fazer com o tempo livre", conta o designer e urbanista Ivo Pons, de 39 anos, um dos desenvolvedores.

A expectativa é de, com o lançamento, multiplicar o número de usuários da plataforma, atualmente na casa dos 10 mil. "Quanto mais gente usar, melhor o sistema fica", diz Pons. Isso porque, além de utilizar dados de GPS dos ônibus e informações em tempo real do trânsito, o app também é alimentado com alertas enviados pelos usuários. "O aplicativo informa com tanta precisão sobre meu ônibus que eu sempre recorro a ele para não perder tempo", afirma o administrador de empresas Guilherme Ralisch, de 29 anos.

Apesar de diferenciado, não é o único app do tipo. O Cadê o Ônibus?, por exemplo, permite acompanhar o andamento das linhas também em tempo real. O Olho Vivo é semelhante: mostra onde está o ônibus desejado. Já o Busão SP mostra os pontos mais próximos e a distância até eles, em metros.

Para quem vai de trem e de metrô também há opções. O Komuta consolida respostas fornecidas pelos usuários à pergunta "Como está a situação da CPTM e do Metrô?". Idealizado pelo Metrô, o aplicativo de mesmo nome fornece mapas, horários de funcionamento das estações, tempo estimado para viagens e condições operacionais, em tempo real, das linhas.