22°
Máx
16°
Min

Após descontos em salário, servidores do Detran protestam

Cerca de 50 funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em greve desde o dia 20, realizaram um protesto contra o desconto dos dias parados, nesta quarta-feira, 29, em Sorocaba, no interior de São Paulo. Com faixas, os manifestantes interditaram a avenida em frente à unidade do Detran na cidade. A paralisação já afeta a emissão de documentos de veículos e os processos para retirada da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

De acordo com o representante do Sindicato dos Cargos Administrativos de Carreira do Estado de São Paulo (Sindcaesp), Jessé Coelho, os funcionários ficaram revoltados por terem recebido o salário com o desconto dos primeiros três dias de paralisação. Houve manifestações também em unidades de Catanduva e Itapetininga, ambas no interior.

A greve afeta 330 unidades do Detran e 309 seções de trânsito em todo o Estado. A categoria reivindica reajuste salarial de 26,3%, incluindo reposição de perdas, e recomposição do bônus por produtividade, além de plano de carreira. O Detran não havia se manifestado até o início da noite sobre os protestos dos funcionários.

Desconto

O Detran informou que a lei que dispõe sobre o direito de greve considera que a não prestação de serviço por participação em greve suspende o contrato de trabalho. "Dessa forma, é legal, pela falta de exercício da atividade, o apontamento de faltas no registro de ponto", declarou a nota