24°
Máx
17°
Min

Após resgate em hospital, líderes de facção serão transferidos a prisões federais

Um dia após o resgate do detento Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, do Hospital Estadual Souza Aguiar, no centro do Rio, o governo conseguiu nesta segunda-feira, 20, autorização do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) para transferir 11 líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) que estão em presídios estaduais para penitenciárias federais, fora do Estado do Rio. Entre os transferidos está o traficante Edson Pereira Firmino de Jesus, o Zaca, tio de Nicolas.

As transferências devem ser realizadas até terça-feira, 21, segundo o governo do Estado.

O secretário estadual de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afirmou nesta segunda-feira que solicitou ao governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), que equipe adequadamente o Hospital Penitenciário, existente no complexo penitenciário de Bangu (zona oeste).

"É a única forma de resolver definitivamente esse problema de levar presos para hospitais comuns", afirmou. "Se não houver condições para equipá-lo, que se monte um hospital de campanha dentro do complexo".

Beltrame afirmou ainda que, no momento em que o detento foi resgatado, havia cinco policiais responsáveis por sua custódia.