22°
Máx
16°
Min

Ataque a policiais de UPP em Santa Teresa, no Rio, provoca tiroteio

Bandidos armados atacaram policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, bairro turístico do centro do Rio, informou a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM).

O primeiro ataque foi na noite de sexta-feira. Houve tiroteio, e dois ônibus foram incendiados nas imediações. Na manhã deste sábado, novos disparos foram feitos contra a base da UPP dos Prazeres. Na sexta-feira, policiais da UPP foram atacados em dois pontos da favela, a Quadra da Barreira e o Casarão dos Prazeres, segundo a PM. Os agentes revidaram.

Também na noite de sexta-feira, um dos ônibus foi incendiado perto dali, na principal via de Santa Teresa, a Rua Almirante Alexandrino, em frente ao Quartel do Corpo de Bombeiros. Posteriormente, outro coletivo foi queimado na Rua Santa Alexandrina, no Rio Comprido, um dos bairros que dá acesso a Santa Teresa, que fica numa região alta da cidade.

A Fetranspor, entidade que representa as empresas concessionárias do sistema de ônibus do Rio, repudiou os ataques aos veículos. "Um levantamento realizado pela Fetranspor mostra que, desde 2014, 135 ônibus foram alvo de incêndios criminosos; 55 apenas nos últimos 12 meses. Com isso, o Rio contabiliza uma média de um ônibus queimado por semana. O custo de reposição total dessa frota é estimado em mais de R$ 20 milhões", diz uma nota distribuída pela entidade.

De acordo com a PM, o policiamento foi reforçado no Morro dos Prazeres com policiais de outras UPPs da região e do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs. Os acessos e o entorno da favela tiveram o policiamento reforçado pelo Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) e por dois batalhões convencionais, informou a polícia.

O ataque deste sábado ocorreu por volta das 8 horas. A assessoria de imprensa da PM informou que o policiamento segue reforçado e que não houve registro de feridos após os tiroteios.