23°
Máx
12°
Min

Bombeiros resgatam corpo de vítima de desabamento de igreja em SP

Os bombeiros encontraram no início da tarde desta quinta-feira, 16, o corpo de uma mulher que foi soterrada após o desabamento de uma igreja da Assembleia de Deus, em Diadema, região metropolitana de São Paulo, ocorrido na quarta-feira, 15. A vítima ainda não havia sido identificada até por volta das 13h.

Durante a madrugada, os bombeiros haviam resgatado dois homens, com vida. O primeiro socorrido foi o desempregado Anderson Peres Thiago, de 23 anos, que foi levado de helicóptero Águia da Polícia Militar ao Pronto-Socorro do Hospital das Clínicas. O segundo, de 44 anos, foi encaminhado ao Pronto-Socorro Mário Covas.

O desabamento, que aconteceu na quarta-feira, por volta das 15h, no bairro Eldorado, deixou quatro pessoas feridas, que foram atendidas nos hospitais da região, e três soterrados. Os dois homens foram retirados pelos bombeiros quase 12 horas após o acidente. Ao menos 70 homens da Corpo de Bombeiros trabalhavam no resgate na noite de quarta-feira. Desde o desabamento, a região está isolada.

Como os bombeiros ainda trabalham no local, a Defesa Civil precisa aguardar o fim do resgate para que a Polícia Civil faça a perícia e investigue as causas do acidente.

Obra irregular

Segundo a prefeitura de Diadema, estava ocorrendo uma obra sem autorização. A igreja funcionava há cerca de 60 anos no local, conforme a Assembleia de Deus. Parentes de vítimas contaram que no momento do acidente acontecia uma cerimônia chamada "culto de libertação". Um estrondo teria precedido o desmoronamento. A igreja ficava em um prédio de três andares e as obras ocorriam para ampliar a garagem da edificação, no térreo.

A Prefeitura de Diadema informou que, somente dois dias antes do desabamento, na última segunda, 13, mandou a igreja paralisar as obras após ter identificado movimentação de terra. De acordo com a administração municipal, a obra apresentava riscos.