22°
Máx
17°
Min

Bombeiros tentam controlar incêndio na Califórnia e equipes avaliam estragos

Equipes de bombeiros combatiam um incêndio na Califórnia, nesta quinta-feira. Além disso, inspetores continuavam a vasculhar a área, com a intenção de determinar quantas estruturas foram danificadas ou destruídas. O fogo se disseminou por montanhas e desertos ao leste de Los Angeles e ainda há dificuldade para se avaliar o tamanho dos estragos.

O tempo quente e seco que dificulta o trabalho de conter o fogo deve durar até a noite de quinta-feira. Os bombeiros do condado de San Bernardino apenas confirmaram que "dezenas" de estruturas foram queimadas, sem especificar. "Haverá muitas famílias que virão para casa e não terão nada", disse o chefe dos bombeiros no condado, Mark Hartwig, após sobrevoar na quarta-feira a região atingida pelo fogo, que ele qualificou como "devastador". Na quarta-feira, apenas 4% do fogo estava contido.

Mais de 34 mil residências e cerca de 82 mil pessoas foram alvo de alertas de retirada. Os bombeiros concentraram os esforços em salvar casas em comunidades montanhosas de Lytle Creek, Wrightwood e Phelan. Eles imploravam aos moradores que pensassem duas vezes antes de decidir ficar e desrespeitar a ordem de retirada, mas aparentemente vários não quiseram deixar suas casas.

Outro grande incêndio, ao norte de San Francisco, estava menor, com 55% dele contido. Esse incêndio destruiu pelo menos 268 estruturas, entre elas 175 casas e oito negócios, na comunidade de classe média baixa de Lower Lake ao longo do fim de semana. Fonte: Associated Press.