24°
Máx
17°
Min

Cantareira sobe mesmo sem registrar chuva nas últimas 48 horas

Mesmo sem registrar chuva na últimas 48 horas, o Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 5,2 milhões de pessoas na Grande São Paulo, continua subindo seu nível. De acordo com relatório divulgado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado (Sabesp) nesta terça-feira, 15, o manancial subiu 0,3 ponto porcentual, atingindo 62,2% de sua capacidade. O índice divulgado considera o volume morto como volume útil do sistema.

A alta no Cantareira é a 29ª seguida registrada. Os outros dois principais mananciais da Grande São Paulo também melhoraram seus índices. O Guarapiranga, usado como alternativa ao Cantareira durante a crise hídrica, voltou a subir após a queda de 0,5 ponto porcentual; nas últimas 24 horas, passou de 87% para 87,3%. O Alto Tietê alcançou 43,3%, 0,1 ponto porcentual a mais do que no dia anterior. O índice do Alto Tietê também considera o volume morto.

Sem considerar o volume morto, o Cantareira também melhorou, com aumento de 0,2 ponto porcentual. O manancial passou de 32,7% para 32,9%. A última chuva registrada no Cantareira foi no domingo, 13, quando choveu 0,9 milímetro. Apesar disso, o acumulado até agora para março é de 153,2 milímetros. A média histórica do mês, que é considerado o último do período chuvoso, é de 178 milímetros.

Outros sistemas

Apenas o Sistema Alto Cotia apresentou piora em sua capacidade nas últimas 24 horas, reduzindo 0,4 ponto porcentual. O manancial, entretanto, opera com 102,3% de sua capacidade. O Rio Grande se manteve estável, nos 97,3%, e o Rio Claro subiu de 100% para 100,1%.