28°
Máx
17°
Min

Cantareira tem nova redução e vai a 75,2%

O nível de água armazenado no sistema Cantareira, considerando o chamado volume morto, registrou nova redução neste domingo, atingindo 75,2% contra indicador de 75,3% ontem, conforme boletim da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Sem considerar a reserva técnica, o sistema, que abastece 8,1 milhões de habitantes, ficou estável em 46,0%. O terceiro indicador caiu 0,1 ponto porcentual de ontem para hoje, a 58,2%.

O Cantareira abastece habitantes das zonas norte, central, parte da leste e oeste da capital paulista e as cidades de Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Osasco, Carapicuíba e São Caetano do sul. O manancial também atende parte dos moradores de Guarulhos, Barueri, Taboão da Serra e Santo André.

Apesar da queda, a Sabesp registrou 0,1 milímetro de pluviometria no Cantareira neste domingo. É a primeira vez no mês que o sistema registra chuvas. A média histórica mensal de precipitação na região é de 34,3 milímetros (mm).

Demais mananciais

Os outros sistemas também registraram queda em seus volumes, com exceção do Rio Grande, cujo nível de água ficou estável em 78,5% hoje. No Tietê, o indicador passou de 42,4% ontem para 42,2% na manhã deste domingo, de acordo com a Sabesp. Já o nível do Guarapiranga caiu de 80,2% para 79,8%.

O nível de água no sistema Alto Cotia baixou de 96,2% no sábado para 96,0% neste domingo. No manancial Rio Claro, o volume armazenado diminuiu de 80,8% para 80,4%.