22°
Máx
16°
Min

Chegada de noivo à igreja em viatura da PM assusta convidados

A chegada do noivo à igreja escoltado por policiais, no interior de uma viatura da Polícia Militar com as sirenes ligadas, assustou os convidados para um casamento, no último sábado, 23, em Araras, interior de São Paulo. Não se tratava, porém, de um casamento "na marra", como acontecia antigamente. O noivo, Moisés Vicente, de 31 anos, teve o carro quebrado no trajeto para a cerimônia e só conseguiu chegar a tempo graças à ajuda de uma equipe da PM, que o levou de viatura à porta da igreja.

Para alívio da noiva Fabíola Mattos, que já se preocupava com o atraso de Moisés, a cerimônia pode ser realizada quase no horário. O noivo contou que havia se desviado do caminho para pegar as duas madrinhas e, quando retornava para a igreja, o carro sofreu pane numa rodovia. "Estava escuro e faltavam dez minutos para a solenidade e nada de o carro pegar. Usamos um celular para tentar achar o defeito, mas não deu certo", contou o noivo. Foi quando ele viu uma viatura se aproximando e acenou para os policiais.

Os PMs acionaram as sirenes e ligaram o giroflex para abrir caminho no trânsito. A chegada inusitada do noivo à igreja foi registrada pela cerimonialista Elizabeth Affonso, que disse nunca ter visto algo semelhante em mais de duzentos casamentos realizados. Ela postou as fotos em seu perfil na internet como forma de agradecimento aos policiais e a postagem teve mais de 700 compartilhamentos. "Já vi noivos chegando em carruagem, limusine, mas em viatura policial, foi a primeira vez", contou.

Antes de viajar em lua-de-mel, o noivo contou que foi alvo de brincadeiras. "Disseram que foi meu sogro que mandou a viatura me buscar." O policial Fabrizio Wellington Stefani, que estava na viatura, disse que a equipe retornava de Conchal, cidade vizinha. "A rodovia estava escura e dificilmente alguém ia parar para ajudar. Fizemos o que achamos certo." O comando local da PM informou que a atitude dos policiais foi correta e que estar sempre pronta para servir ao cidadão é uma das atribuições da Polícia Militar.