22°
Máx
14°
Min

Chuva deixa centenas de desabrigados no Estado do Rio

As fortes chuvas que atingiram o Estado do Rio de Janeiro desde a última segunda-feira, 29, deixaram pelo menos 360 pessoas desabrigadas em Maricá, município localizado na região metropolitana da capital. Nesta quarta-feira, 2, as ruas do Condomínio Carlos Marighela, do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal, ficaram totalmente alagadas. Os moradores estão ilhados e têm deixado suas casas em canoas e cavalos. Nesta semana, os temporais fizeram cinco mortos na Baixada Litorânea Fluminense.

Em Maricá, os desabrigados foram levados para abrigos sob responsabilidade do município, em pousadas e igrejas. A prefeitura disponibilizou seis pontos de coletas de doações de roupas e alimentos. A orientação das equipes de segurança é que as pessoas evitem se deslocar pela cidade, pois ainda existem pontos de alagamento.

A prefeitura de Maricá decretou estado de calamidade na terça-feira. A gestão municipal também solicitou ajuda ao Ministério da Defesa. Está prevista a chegada de 50 homens da Marinha de Guerra, com uma embarcação, para auxiliar o trabalho de remoção das famílias isoladas.

As chuvas também provocaram estragos em Cachoeiras de Macacu, município distante 72 quilômetros de Maricá. O Rio Soarinho transbordou, suas águas invadiram casas nas localidades da Ribeira, Veneza e Expansão B e provocaram quedas de encostas nas margens da rodovia RJ-116. A Defesa Civil de Cachoeiras de Macacu ainda não fechou o balanço oficial de desabrigados porque continua em trabalho de resgate.

O município de Cachoeiras de Macacu está em estado de alerta. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, "muitas famílias estão desabrigadas e precisando de donativos, pois ficaram apenas com a roupa do corpo". A administração municipal pediu ajuda ao Ministério da Integração Nacional na terça-feira.