21°
Máx
17°
Min

Coleta seletiva alcança 96 distritos, diz Prefeitura de São Paulo

O serviço de coleta seletiva chegou a todos os 96 distritos da cidade de São Paulo, segundo a Prefeitura. Do total, 52 distritos já possuem 100% de coleta porta a porta - ou seja, o caminhão passa nas mesmas vias em que o caminhão de lixo comum passa. Mesmo assim, 44 distritos ainda não possuem o serviço em todas as ruas.

Há casos em que somente 1% da região é contemplada por caminhões de coleta seletiva - como Brasilândia - ou 2%, como o distrito de Cachoeirinha. Há ainda regiões com 5% de atendimento, como Jardim Ângela e Marsilac, na zona sul, e Perus, no norte da cidade.

Nesta quarta-feira, 22, o prefeito Fernando Haddad (PT) disse que, para 2017, o desafio será instalar o serviço porta a porta nos 44 distritos que ainda não dispõem.

De acordo com Haddad, hoje a capital recicla 6,5% de resíduos sólidos produzidos pela população (cerca de 40%). Há três anos, no início da gestão, era menos de 2%.

"Nós chegamos a 6,5% de material reciclado, mas temos a capacidade de superar a meta de 10% ainda este ano, desde que haja a adesão da população", afirmou. Para o prefeito, o aumento no índice de reciclagem de resíduos sólidos é resultado da instalação de duas centrais mecanizadas de triagem.

Haddad afirmou que, na medida em que aumentar a adesão por distrito, maior será o número de caminhões disponibilizados para o serviço.

A Prefeitura lançou nesta quarta o site SP Cidade Limpa (www.spcidadelimpa.com.br), sistema de busca por endereço que vai permitir ao cidadão mais detalhes sobre os serviços de limpeza. Serão disponibilizadas informações como horário e data dos serviços de cata-bagulho, varrição e coleta seletiva.