22°
Máx
17°
Min

Colômbia declara fim da epidemia do vírus da zika

As autoridades colombianas declararam fim à epidemia do vírus da zika no país, que era a segunda região do mundo mais afetada pela doença. O Ministério da Saúde colombiano afirmou que os casos de contaminação pelo vírus vêm caindo para um ritmo de 600 pessoas infectadas por semana. Quando a epidemia atingiu o auge, em fevereiro, o número era dez vezes maior. esde que o vírus da zika chegou na Colômbia, em setembro de 2015, houve mais de 100 mil casos reportados, mas os testes em laboratório confirmaram apenas 9 mil.

Apesar do risco mais baixo de infecção, as autoridades reforçaram que o vírus não vai desaparecer completamente. Além disso, há mais de 17 mil grávidas diagnosticadas com zika que ainda vão dar à luz, o que significa que o núero de bebês nascidos com deformações relacionadas ao vírus pode aumentar nos próximos meses. Neste ano, 150 crianças nasceram com microcefalia na Colômbia.

O aumento de defeitos congênitos tem sido mais notável no Brasil, que sofreu mais com a epidemia de zika. A chegada tardia do vírus na Colômbia permitiu que as autoridades preparassem campanhas de conscientização direcionadas especificamente a mulheres pobres. Fonte: Associated Press.