27°
Máx
13°
Min

Comércio fecha em bairros da zona sul do Rio após a morte de Fat Family

Após a morte do traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, de 28 anos, parte do comércio dos bairros do Catete e Glória, na zona sul do Rio, foi fechada. O criminoso, morto na manhã desta segunda-feira, 26, pela polícia, era chefe do tráfico no Morro Santo Amaro, que fica entre os bairros. Criminosos teriam abordado comerciantes da Rua da Glória e da Rua Pedro Américo mostrando armas, obrigando-os a fechar as portas.

Estabelecimentos como padarias e bares da região obedeceram à determinação. Procurado há três meses pela polícia do Rio, depois de ter sido resgatado por comparsas de um hospital municipal, Fat Family foi morto durante uma operação de policiais civis no município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) o localizaram na localidade de Itaoca, no Complexo de favelas do Salgueiro. Outros dois homens foram mortos num tiroteio com os agentes, segundo informou a Polícia Civil.

Fat Family foi resgatado por um grupo de 25 bandidos armados de fuzis, pistolas e granadas do Hospital municipal Souza Aguiar, no centro, a maior emergência do Estado do Rio. Na ação criminosa, um homem morreu e dois ficaram feridos. Eles agiram na madrugada de 19 de junho. A investida gerou uma crise na Secretaria de Segurança do Estado, que descobrira informações sobre o plano dos bandidos, por meio de um grampo telefônico, mas não reforçou o esquema de vigilância, de modo a impedir o resgate.