28°
Máx
17°
Min

Corpo de homem que tentou matar Ana Hickmann é enterrado

O corpo de Rodrigo Augusto de Pádua, que tentou matar a apresentadora de televisão Ana Hickmann em um quarto de hotel em Belo Horizonte, foi enterrado na manhã desta segunda-feira, 23, no Cemitério Municipal de Juiz de Fora, na Zona da Mata Mineira, cidade onde morava. O corpo foi sepultado por volta das 9 horas.

Pádua foi morto a tiros pelo cunhado e empresário da apresentadora, Gustavo Henrique Bello Corrêa, no sábado, 21, em um quarto do hotel Ceasar Business, em Belo Horizonte, onde Hickmann e equipe estavam hospedados.

Conforme o irmão de Pádua, Helissom Augusto de Pádua, o parente era recluso, não trabalhava e saiu de Juiz de Fora na sexta-feira, 20, afirmando que iria conhecer Belo Horizonte. No mesmo dia, hospedou-se no hotel em que ficaria a equipe da apresentadora.

No sábado, depois do almoço, Pádua, armado com um revólver calibre 38, rendeu Corrêa no elevador do hotel e o obrigou a levá-lo ao quarto onde Hickmann estava. Ao chegar, colocou ambos, e também Giovana Alves de Oliveira, assessora da apresentadora e mulher de Corrêa, de frente para a parede. Houve discussão.

Corrêa avançou sobre o agressor, que morreu com três tiros. Giovana foi baleada e está internada em estado grave. A Polícia Civil aponta para reação em legítima defesa por parte de Corrêa e afirma ainda, ao menos por enquanto, que Pádua premeditou a tentativa de assassinato da apresentadora.