22°
Máx
14°
Min

Dentista é atropelado e morto durante caminhada em Botucatu (SP)

O dentista Rodrigo Santos, de 30 anos, morreu ao ser atropelado por um carro quando participava de uma caminhada religiosa, na madrugada deste domingo, 4, em Botucatu, interior de São Paulo. Ele seguia com um grupo de fiéis católicos pela Rodovia Marechal Rondon (SP-300), quando um carro com os faróis apagados atingiu o grupo. Santos e outra caminhante foram atropelados.

Ele morreu no local do acidente. A jovem foi levada para um Hospital de Botucatu e até o fim da tarde continuava internada em estado estável. O motorista do veículo fugiu sem prestar socorro e não tinha sido identificado até a tarde.

O dentista morava e trabalhava em Bofete, cidade da região. O grupo de católicos havia saído em marcha desta cidade com destino a Botucatu, a 43 quilômetros. Eles participariam de um movimento conhecido como Treinamento de Liderança Cristã (TLC) numa igreja da cidade. O acidente aconteceu no km 245, já no município de Botucatu.

O corpo do dentista será sepultado na manhã desta segunda-feira, 5, no cemitério municipal de Bofete. A Polícia Civil vai requisitar imagens de radares e pedágios existentes na rodovia, na tentativa de identificar o autor do atropelamento.