22°
Máx
17°
Min

Depois de matar a mãe durante surto, filho pergunta à polícia se ela está bem

(Foto: Reprodução) - Filho surta, mata mãe e depois pergunta à polícia se ela está bem
(Foto: Reprodução)

Suspeito de matar e esquartejar a mãe e ferir duas vizinhas após um surto, o estudante Felipe Farina Garcia perguntou aos policiais que o interrogavam após o crime se a mãe estava bem. Segundo a Polícia Civil de São Paulo, a pergunta foi feita mais de uma vez durante o depoimento e o rapaz começava a chorar toda vez que era respondido. 

Ainda de acordo com a polícia, todas as testemunhas do caso foram ouvidas, com exceção das duas vítimas que sobreviveram, e não há dúvidas sobre a autoria do crime. A filha de uma das vizinhas atacadas contou que não conseguia entender o episódio, já que convivia com o estudante desde que ele nasceu. 

Suely Guerra Farina, 59 anos, mãe de Felipe foi morta a facadas. Testemunhas disseram à Polícia Civil que o jovem andava paranoico com questões religiosas e se apresentava como Jesus Cristo. No apartamento do suspeito foi encontrada uma pequena plantação de maconha. 

Felipe e a mãe viviam sozinhos e tinham um histórico de brigas. O crime, inclusive, teria ocorrido durante mais uma discussão entre os dois. Segundo informações do G1, após a agressão, Suely conseguiu sair do apartamento e correu em direção às escadas, mas foi alcançada pelo filho no andar de baixo.

Além dela duas vizinhas que presenciaram a briga foram atacadas e esfaqueadas. Uma terceira conseguiu conseguiu fugir e se trancou em seu apartamento. Outros vizinhos chamaram a polícia, que conseguiu capturar o estudante.