22°
Máx
16°
Min

Dois policiais civis são atacados a tiros na capital paulista

Dois policiais civis foram atacados a tiros por criminosos em pontos diferentes da cidade de São Paulo entre a noite de segunda-feira, 11, e a manhã desta terça-feira, 12. Um morreu e o outro está internado em estado grave. Ninguém foi preso.

Por volta das 23 horas desta segunda-feira, o investigador Edson da Silva Júnior estava em frente a uma lanchonete, na Avenida José César de Oliveira, na Vila Leopoldina, na zona oeste, quando foi atingido por dois tiros pelas costas. Ele morreu na hora e os criminosos fugiram.

O local é próximo do 91º Distrito Policial (Ceagesp), onde o policial trabalhava no plantão das 8 horas às 20 horas. A viatura da delegacia estava estacionada perto da lanchonete. A polícia apreendeu as imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os bandidos.

Na manhã desta terça-feira, por volta das 7h30, o policial civil Elcio Carlos Nogueira estava em uma viatura descaracterizada na Avenida Cangaíba, na zona leste, quando foi atacado por bandidos que teriam tentado roubar o carro. Os criminosos atiraram várias vezes e fugiram sem levar nada.

Nogueira foi levado até o Pronto-Socorro do Tatuapé, na zona leste, onde está internado em estado grave. Os tiros acertaram o braço, e a bala ficou alojada no abdome dele.

PCC

Na madrugada de segunda-feira, bandidos armados de pistolas automáticas atacaram policiais militares e bases comunitárias da Polícia Militar. Os ataques aconteceram no Jaçanã, na zona norte, e em Guaianases, na zona leste.

Segundo as investigações da polícia, as duas ações aconteceram por motivos diferentes, não teriam relação entre si, mas ambas teriam sido coordenadas por integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC).