24°
Máx
17°
Min

Ex-funcionário é preso por mega-assalto à Prosegur

A Polícia Civil de Ribeirão Preto (SP) prendeu um vigilante suspeito de participar do ataque à transportadora de valores Prosegur. O suspeito era funcionário da empresa e foi demitido pouco antes da prisão - ele é o quarto homem detido sob a acusação de participar do roubo que teria rendido até R$ 70 milhões aos assaltantes.

O anúncio da prisão foi feito em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, 3, sendo o acusado localizado na tarde anterior. Ele tem 30 anos de idade e não teve o nome revelado, mas foi decretada a sua prisão temporária por 30 dias. Em sua casa, no Jardim Antônio Palocci, foram localizadas munições e uma pistola calibre 380.

De acordo com o delegado Ricardo Turra, da Delegacia de Investigações Gerais, o homem preso teria passado informações importantes para a quadrilha, como a localização do cofre e a segurança da empresa. "Não podemos dar muitos detalhes para não atrapalhar as investigações", falou o delegado.

Segundo contou, as apurações estão avançadas para tentar chegar aos demais envolvidos no roubo. Parte da quadrilha seria formada por pessoas de Ribeirão Preto.

Ação

A Prosegur foi atacada na madrugada do dia 5 de julho, na zona norte de Ribeirão Preto, por mais de 20 homens armados. O número de envolvidos no crime pode passar de 30. Com mais esta prisão, quatro suspeitos estão na cadeia. Foram recuperados cerca de R$ 200 mil do dinheiro roubado.