26°
Máx
19°
Min

Foragido há 15 anos por matar mulher e enteada em Sorocaba é preso no RJ

Um homem preso durante uma operação da Polícia Civil de Magé, no Rio de Janeiro, estava sendo procurado havia 15 anos pelos assassinatos da mulher e da filha dela cometidos em 2000, em Sorocaba, no interior de São Paulo. A prisão foi comunicada nesta segunda-feira, 29, à polícia paulista. O acusado, Ozeas de Lima Miranda, de 37 anos, foi preso após ser acusado de estuprar a própria enteada, no Rio. Ele está detido na Penitenciária de Bangu, na zona oeste do Rio.

Em 2000, no bairro Iporanga, em Sorocaba, Miranda invadiu a casa de uma vizinha, onde a mulher havia se refugiado depois de ser agredida por ele, e a matou a facadas. Em seguida, ele assassinou a menina de 5 anos e tentou matar outro filho da vítima, de 7 anos. Ele foi esfaqueado, mas sobreviveu.

O agressor ainda estuprou a mulher depois de morta. O assassino foi julgado e condenado a 55 anos de prisão. Seis meses depois, ele fugiu da Penitenciária de Mairinque, no interior de São Paulo, e nunca mais foi encontrado.

De acordo com a Polícia Civil de Sorocaba, Miranda usou duas identidades falsas no Rio de Janeiro. Ele chegou a ser preso por tráfico e cumpriu pena usando uma dessas identidades, mas acabou reconhecido como o assassino de Sorocaba pelas tatuagens e características físicas.

Miranda é suspeito de outros homicídios em São Paulo. Em Bangu, ele aguarda julgamento pelo crime de estupro contra a enteada, mas pode responder também por novas acusações de tráfico de drogas.