28°
Máx
17°
Min

Governador Pezão lamenta morte de Pitanguy, e ABL decreta luto de 3 dias

(Foto: Reprodução) - Pezão lamenta morte de Pitanguy, e ABL decreta luto de 3 dias
(Foto: Reprodução)

O governador licenciado do Rio, Luiz Fernando Pezão, lamentou neste domingo a morte do cirurgião plástico Ivo Pitanguy. Aos 90 anos, Pitanguy foi vítima de um infarto do miocárdio e insuficiência respiratória, na tarde deste sábado.

Em nota, Pezão lembrou que Pitanguy foi uma referência internacional na cirurgia plástica. "O médico brasileiro não foi apenas um profissional preocupado com a estética, mas dedicou sua vida à recuperação e reabilitação de pessoas vítimas de queimaduras e desastres, tendo estabelecido um serviço pioneiro para os mais pobres na Santa Casa de Misericórdia, entre tantas outras iniciativas", ressaltou Pezão.

O governador - licenciado do Governo do Estado do Rio em função do tratamento de combate a um câncer - expressou ainda suas condolências à família e amigos de Pitanguy.

A Academia Brasileira de Letras também divulgou nota lembrando a trajetória de Pitanguy. O Presidente da ABL, Domício Proença Filho, decretou luto de três dias e determinou que a bandeira da Academia fosse hasteada a meio mastro.

"Ivo Pitanguy era uma presença brasileira em todo o mundo, um amigo fraterno, um acadêmico sempre participativo na ABL, uma raríssima figura humana, aberta plenamente à doação dos seus saberes e de sua alta competência.", declarou Proença, na nota.

Ivo Pitanguy foi eleito imortal na ABL em 11 de outubro de 1990 para ocupar a cadeira 22. O corpo do médico será cremado neste domingo no Memorial do Carmo, no Rio.