28°
Máx
17°
Min

Haddad diz que aguarda CGM antes de decidir se afasta Neschling

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse, na manhã desta terça-feira, 16, que vai aguardar o parecer da Controladoria Geral do Município (CGM), antes de decidir se afasta ou não o maestro John Neschling do cargo de diretor artístico do Teatro Municipal de São Paulo.

Na véspera, a Justiça determinou a quebra do sigilo dos e-mails de Neschling, a pedido do Ministério Público, e o interventor do Municipal, Paulo Dallari, informou que só vai permanecer no cargo até o dia 22 de agosto por causa da permanência do maestro no posto de diretor artístico. Haddad disse que todas suas decisões serão guiadas pela CGM.

"Tudo o que eu faço para punir, não punir ou aguardar é com base nos pareceres técnicos desse órgão (a Controladoria Geral do Município). Este órgão está sendo provocado desde a intervenção para me oferecer subsídio para tomar a decisão sobre os dois que eu já afastei (José Luiz Herência, diretor da Fundação Theatro Municipal, e William Nacked, ex-diretor do Instituto Brasileiro de Gestão Cultural) e sobre os dois que estão prestando esclarecimentos (além de Neschling, o secretário de Comunicação, Nunzio Briguglio Filho, também é citado em delações). Já afastei duas pessoas porque eu tinha a convicção de que tinham errado e está provado que erraram mesmo, tanto que estão com os bens bloqueados que serão agora devolvidos ao município", disse o prefeito.

Segundo Haddad, o mesmo critério será usado em relação aos demais envolvidos. "Sobre os outros dois que estão prestando esclarecimentos a Controladoria ainda não formou juízo definitivo de forma que eles pediram mais tempo para me orientar sobre o que fazer. Vou seguir exatamente o que a Controladoria determinar", afirmou.