22°
Máx
16°
Min

Homem morre afogado ao tentar salvar pai levado por enxurrada

Uma tempestade com raios, rajadas de vento e queda de granizo causou grande destruição em cidades da região centro-norte do Estado de São Paulo, entre a noite de quarta-feira, 1º, e a madrugada desta quinta-feira, 2. Em Americana, Djalma Rodrigues de Almeida, de 42 anos, morreu afogado quando tentava salvar o pai cujo carro era levado pela enxurrada, no Jardim Lizandra.

A chuva de 44 milímetros em uma hora, segundo a Defesa Civil, alagou o Hospital Municipal Waldemar Tebaldi, em Americana. Parte do forro caiu e, como não houve tempo para remover os doentes, camas e macas ficaram no meio da água. A unidade do Serviço de Atendimento Médico de Emergência (Samu) também foi atingida. A água infiltrou pelo teto, jorrando em goteiras.

Em Piracicaba, o vento forte com granizo deixou a região central da cidade sem energia durante duas horas. Parte da cobertura do prédio da prefeitura foi levado pelo vento. Ruas e avenidas alagaram, e o Corpo de Bombeiros teve de resgatar moradores ilhados.

Pelo menos 15 árvores caíram em Ribeirão Preto, interditando vias públicas. A fiação elétrica foi atingida, e houve falta de energia - um poste também caiu. Carros, casas e até uma igreja ficaram danificados. A tempestade com muitos raios, continuou até a madrugada e assustou os moradores, que falaram em "vendaval".

Os raios e queda de granizo atingiram também São Carlos, onde pelo menos dez casas ficaram destelhadas. Uma delas caiu no bairro Antenor Garcia.

Em Araraquara, 20 árvores tombaram com a força do vento. Uma delas atingiu uma van escolar na frente da Escola João Manoel do Amaral, mas ninguém ficou ferido. Duas mulheres foram retiradas de um carro atingido por um tronco.

O granizo também assustou os moradores de Rio Claro pela quantidade e pelo tamanho das pedras, que destruíram telhados e os vidros dos carros.