26°
Máx
19°
Min

Homens são presos jogando celulares para presídio

A Polícia Militar prendeu na madrugada deste sábado, 14, dois homens que tentavam arremessar aparelhos celulares com a utilização de linhas de pesca para dentro da penitenciária Antonio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte.

Agentes penitenciários já haviam observado o lançamento dos telefones, que eram jogados nas celas através de pequenas janelas. Na madrugada, por volta das 3h, os agentes conseguiram flagrar os dois homens, que foram imobilizados até a chegada da Polícia Militar. Os dois presos são Everton Victor e Douglas Henrique.

Com a dupla foram apreendidos 17 telefones, 22 chips, 20 baterias e dois rolos de linha de anzol. O flagrante foi registrado na 10.ª Delegacia de Polícia Civil.

A Dutra Ladeira é uma das maiores penitenciárias de Minas Gerais, com 2.114 presos. Conforme a Secretaria de Estado de Defesa Social, depois da prisão dos dois homens a rotina da penitenciária seguiu normalmente.

A população carcerária do Estado é hoje de aproximadamente 70 mil detentos. Do total, cerca de 60 mil estão em unidades da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi). O restante está dividido entre celas da Polícia Civil e associações de proteção e assistência ao condenado (Apac's). Dos 70 mil presos, 3,4 mil são mulheres e o restante, homens.

O artigo 349 do Código Penal prevê de três meses a um ano de prisão a quem "ingressar, promover, intermediar, auxiliar ou facilitar a entrada de aparelho telefônico de comunicação móvel, de rádio ou similar, sem autorização legal, em estabelecimento prisional".