20°
Máx
14°
Min

Interpol investiga sumiço de brasileiro em Trinidad e Tobago

A Polícia Federal pediu ajuda à Interpol para investigar o sumiço do eletricista brasileiro Odair Bezerra Lins, de 54 anos, desaparecido deste a última quarta-feira, 8, na cidade de San Fernando, em Trinidad e Tobago, no Caribe. De acordo com a família, que reside em Ilha Solteira, interior de São Paulo, Lins trabalhava havia mais de um ano para a empreiteira OAS na construção de uma rodovia naquele país e fazia contatos diários com a família no Brasil. Na quarta, ele falou com a esposa na hora do almoço avisando que seguia para o trabalho.

Depois disso, a família não conseguiu mais falar com ele. No fim da tarde de sexta-feira, a empresa entrou em contato com a família informando que a polícia local havia encontrado a caminhonete que Lins dirigia, numa praia da região, com alguns pertences, como os óculos, e marcas de sangue na porta.

A esposa do eletricista, Márcia Martins Lopes, registrou o desaparecimento na Polícia Civil de Ilha Solteira e na delegacia da Polícia Federal, em Jales. O delegado da PF, Cristiano Pádua da Silva, decidiu acionar a Interpol, organização policial internacional, que já entrou no caso.

As investigações estão sendo acompanhadas pela Embaixada do Brasil em Port-of-Spain, capital do país. Em nota, a OAS informou que desde quinta-feira, 9, quando foi constatado o desaparecimento, tomou todas as medida para investigar o caso juntamente com a polícia local e esquadrão antissequestro. Também contratou uma empresa de segurança especializada, além de ter disponibilizado para a família, no Brasil, o acompanhamento de uma psicóloga. Segundo a OAS, as circunstâncias do desaparecimento ainda são desconhecidas.