28°
Máx
17°
Min

Irritação e cansaço são sintomas de distúrbios do sono em crianças

(Foto: Cesar Brustolin/SMCS) - Irritação e cansaço são sintomas de distúrbios do sono em crianças
(Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

Vinte e um de março é o Dia Mundial do Sono e, ao pensar em distúrbios do sono, as pessoas não costumam pensar em crianças como o alvo do problema, mas insônia e sonambulismo podem fazer parte da vida dos pequenos e atrapalhar a rotina deles. Mau desempenho na escola, cansaço, irritabilidade são alguns sinais de que algo não vai bem.

"Essas alterações são bem comuns em crianças, tanto que é a quinta queixa mais frequente em consultórios de pediatria. Os distúrbios de sono variam com a faixa etária. Nos primeiros anos de vida, é muito comum a insônia comportamental na qual os bebês têm dificuldade de iniciar o sono e apresentam despertares frequentes. A criança pode associar sono a alguns hábitos, como mamar e dormir no colo dos pais", explica Gustavo Moreira, pediatra da Associação Brasileira do Sono (ABS).

Segundo Moreira, nessa fase, as alterações no sono não interferem na qualidade de vida do bebê. O mesmo se dá quando a criança começa a andar e sente a necessidade de dormir na cama dos pais. Mas é importante observar alguns sinais que os filhos podem apresentar. "Tudo isso é normal até quando a criança começa a dar sinais, como sono agitado, cansaço durante o dia e irritação. O tratamento comportamental tem como foco ensinar a criança a dormir corretamente."

Evitar atividades com aparelhos eletrônicos e brincadeiras mais ativas estão entre as indicações. Criar um ritual de sono, com horário para dormir também é importante. O especialista explica que os problemas relacionados ao sono costumam diminuir ou desaparecer na adolescência.

Dentes

Problemas na arcada dentária podem estar relacionados aos distúrbios do sono, diz Debora Ayala Valverde, cirurgiã dentista e membro da Academia Brasileira de Odontologia e Estética. "Na parte odontológica, se a criança for alérgica a algo ou se tiver dificuldade respiratória, começa a abrir a boca para dormir, respirando pela boca e não pelo nariz. Com isso, mais para frente, ela se transforma em uma respiradora bucal, o que é péssimo para o sono e para o corpo."

O tratamento odontológico pode trazer resultados positivos. "Os pediatras devem indicar um dentista para que se coloque um aparelho móvel inicial, utilizado para melhorar o hábito respiratório e, assim, conseguir melhorar o sono".

Dicas para as crianças terem um sono tranquilo:

1 - Ao menos uma hora antes de dormir, faça com que a criança não tenha mais atividades agitadas nem contato com eletrônicos;

2 - Coloque as crianças para dormir cedo. O ideal é entre as 19 horas e as 21 horas;

3 - Estabeleça um ritual para a hora de dormir: o hábito de escovar os dentes, colocar o pijama e ir para o quarto faz com que a criança entenda quando é o momento de dormir;

4 - Acompanhe a criança até o quarto e conte apenas uma história;

5 - Dê um bichinho de pelúcia ou outro objeto para que a criança se acostume a levá-lo para a cama na hora de dormir;

6 - Evite deixar as luzes do quarto acesas.