24°
Máx
17°
Min

Itália celebra funeral de Estado em Amatrice com a presença de premiê da Romênia

Equipes de construção trabalharam durante toda a noite de segunda-feira para construir o complexo de tendas de campanha que acolherá um funeral de Estado pelas vítimas de um terremoto na devastada Amatrice, cidade no centro da Itália. A cerimônia é realizada após moradores criticarem o plano inicial do governo de celebrar o ato em um hangar de um aeroporto distante.

O funeral, que se celebrará na tarde da terça-feira, será a despedida para parte das 292 vítimas do sismo. A cidade ficou arrasada pelo tremor e a Itália celebra o segundo dia de luto oficial após o terremoto de 24 de agosto, que devastou localidades no centro do país.

Em um primeiro momento, as autoridades previam celebrar esse funeral na capital provincial, Rieti, e os sobreviventes acompanhariam tudo pela televisão. Os moradores, porém, se rebelaram contra o fato e o primeiro-ministro Matteo Renzi mudou os planos, ao perceber a insatisfação.

A missa à noite deve honrar especialmente 37 das vítimas. A primeira dessas missas ocorreu no sábado e homenageou as vítimas da região de Le Marche. O funeral de hoje é em homenagem às vítimas da vizinha Lazio, onde está Amatrice. Muitas famílias já fizeram funerais privados. A área do terremoto registrou mais de 2.500 tremores secundários e enfrenta problemas logísticos.

O primeiro-ministro da Romênia, Dacian Ciolos, viaja até Amatrice para participar da cerimônia e confortar os sobreviventes. Onze dos mortos eram romanos e entre 8 mil a 10 mil romanos vivem na zona atingida pelo terremoto. Fonte: Associated Press.