22°
Máx
16°
Min

Jovem de 25 anos morre após passar mal em rave em Americana

Um jovem de 25 anos morreu depois de participar de uma rave neste fim de semana, no parque de eventos do Clube dos Cavaleiros, em Americana, interior de São Paulo. A vítima apresentava lesão na região frontal da cabeça, mas a principal suspeita é de que a causa da morte tenha sido o consumo excessivo de drogas.

Segundo testemunhas, o rapaz ingeriu cápsulas de LSD, substância alucinógena. A Polícia Civil, que abriu inquérito para apurar a morte, vai ouvir os responsáveis pela festa e amigos do rapaz, além dos seguranças que o abordaram.

De acordo com o registro na delegacia seccional de Americana, o jovem deu entrada no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi no fim da noite de sábado com um ferimento na cabeça. Ele foi levado por uma ambulância contratada pela organização do evento e sofria convulsões. O jovem foi internado e recebeu atendimento durante toda a noite, mas não reagiu e morreu na manhã de domingo, 6. O atestado de óbito registrou "morte a esclarecer".

A rave começou às 16 horas de sábado, 5, e durou 24 horas. A empresa organizadora do evento, Ozora Brasil, informou que o rapaz corria só de cueca na frente do palco, por volta das 21 horas de sábado, quando foi abordado pelos seguranças e levado à equipe médica do local.

Segundo a assessoria, ele estava com convulsão e, após o atendimento de urgência, foi levado ao hospital. Conforme a organização, ele já estava ferido quando foi abordado. O Ozora Festival surgiu na Hungria, em 2004, e Americana sediou a primeira edição no Brasil.