23°
Máx
12°
Min

Jovem vítima de estupro coletivo no Rio deixa apartamento com a família

A jovem de 16 anos vítima de estupro coletivo que teve imagens divulgadas nas redes sociais deixou na manhã deste sábado o apartamento onde mora com a família, informaram dois porteiros do condomínio de classe média no bairro da Taquara, na zona oeste. Segundo funcionários, ela saiu com toda a família, sem dizer quando voltaria. A moça mora com a mãe, o pai, um irmão mais novo e o filho de três anos, segundo vizinhos.

O crime assustou os moradores do condomínio, formado por três edifícios, cada um com cinco andares, e uma área de lazer comum, com piscina. "Foi uma das coisas mais terríveis que já vi na minha vida, muito chocante. Eu vejo sempre a família na piscina, converso com o pai e a mãe dela. Com ela não conversei, mas a via sempre. É uma moça muito bonita. Esse lugar onde ela foi, aquela comunidade é muito perigosa", disse Rogério Abdala, morador do condomínio, referindo-se à favela São José Operário, onde fica a casa em que a jovem foi atacada, segundo ela por 33 homens.

Os agressores, segundo a vítima, estavam armados e a insultaram da várias formas. Imagens da moça depois do estupro foram divulgadas em redes sociais e chocaram internautas, que denunciaram o fato ao Ministério Público. O policiamento está reforçado neste sábado na região próxima à Praça Seca, também na zona oeste, onde fica a favela.