21°
Máx
17°
Min

Juíza decreta prisão preventiva de acusado de matar catador com flecha

A Justiça de São Paulo aceitou nesta segunda-feira, 10, a denúncia criminal contra o chinês Denis Young Kim, suspeito de matar um catador de materiais recicláveis com uma flecha, no Bom Retiro, no centro, em setembro. A juíza Marcela Raia de Sant'Anna, do 1º Tribunal do Júri, também decretou a prisão preventiva do acusado, que passa a ser réu no processo.

Segundo o Ministério Público, Kim matou o catador Ademir Ribeiro Lopes, de 64 anos, porque se sentia incomodado com o suposto transtorno que a vítima provocava no trânsito da região. As investigações apuraram que o criminoso foi para casa, voltou com uma besta (arma usada para disparar flechas) e acertou o catador no pescoço. Ele foi identificado porque câmeras de segurança gravaram a ação e a placa do seu veículo.

Para a magistrada, a prisão é necessária porque "trata-se de conduta que evidencia um total desprezo à vida humana, estando patente a periculosidade concreta do acusado, o que é reforçada pelo fato de ter resistido de forma agressiva contra os policiais quando do cumprimento de sua prisão temporária. Outrossim, o réu deu mostras de que não poupará esforços para furtar-se à aplicação da lei penal, sendo iminente o risco de fuga caso esteja em liberdade". O suspeito confessou o crime em depoimento.