24°
Máx
17°
Min

Ladrões se passam por funcionários da Petrobras e assaltam banco em Macaé

Três homens com crachás provisórios da Petrobras assaltaram na manhã desta segunda-feira, 7, uma agência do banco Santander dentro da base da estatal, no Parque dos Tubos, em Macaé. Dois funcionários do banco e um segurança foram rendidos e os criminosos levaram R$ 160 mil. As informações são do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF). Em nota, o Santander confirmou o roubo e informou que está "colaborando com as investigações".

O assalto ocorreu pouco antes das 10 horas. "Eles entraram normalmente com crachás, como se fossem empregados. Renderam os funcionários e ameaçaram explodir bananas de dinamite. Todos ficaram mais apreensivos porque em frente à agência fica um depósito de combustível de aviação", disse o diretor jurídico do Sindipetro-NF, Flávio Melo. Depois de abrir o cofre, os funcionários foram amordaçados e amarrados. Eles foram encontrados por clientes, que chegaram à agência às 10 horas.

Melo não tinha a informação se os assaltantes usavam o crachá verde (provisório para servidores) ou cinza (para visitantes). "Essa situação preocupa bastante porque demonstra uma falha de segurança. Se eles tinham crachás provisórios, é porque alguém habilitou esses crachás. Se era crachá de visitante, deveriam apresentar uma nota de serviço. A Petrobras tem segurança própria e segurança terceirizada com porte de arma. Mas houve uma falha nesse processo", afirmou o diretor.

A agência fica dentro de área da Petrobras e não há porta giratória. O acesso se dá por uma porta de vidro comum. A área foi isolada e carros e pedestres não puderam passar em frente à agência até a chegada da Polícia Militar. As imagens das câmeras de segurança internas e da roleta foram recolhidas para que a polícia tente identificar os criminosos. O caso será investigado pela 123ª Delegacia de Polícia (Macaé).