28°
Máx
17°
Min

Litoral norte mantém estado de atenção por causa das chuvas

As cidades do litoral norte de São Paulo continuam em estado de atenção e alerta por causa das chuvas que atingem a região desde o último domingo, 28. Os temporais causaram duas mortes em São Sebastião, além de deslizamentos de terra e pedras, alagamentos e interdições da Rodovia Rio-Santos, única via de ligação entre Ubatuba, Caraguatatuba e São Sebastião.

A previsão é de mais chuvas até o próximo domingo. Após o rescaldo e atendimento às vítimas, agora os municípios tentam recuperar as ruas e pontes que desabaram com a enxurrada, mas esbarram na falta de recursos.

Das 26 famílias desalojadas em São Sebastião, 23 já retornaram para suas casas. As demais estão abrigadas no ginásio de esportes do bairro Boiçucanga. A cidade foi a mais castigada pela precipitação. Em apenas 12 horas, de domingo para segunda-feira, 29, choveu o equivalente a três meses, segundo a Defesa Civil, que continua monitorando 24 horas por dia as áreas atingidas.

Uma escola municipal localizada em Juquehy está interditada após ser atingida por um deslizamento de terra. Com isso, cerca de 600 alunos estão sem estudar. Segundo o prefeito Ernane Primazzi (PSC), nesta sexta-feira, 4, um engenheiro que será enviado por uma empreiteira vai realizar uma análise da situação da unidade escolar. "Vamos aguardar o laudo para sabermos se é possível recuperar o prédio ou demoli-lo para construir um novo', disse o prefeito. Até lá, a prefeitura deverá alugar contêineres para transformá-los em salas de aula até a situação voltar ao normal.

Em Caraguatatuba, a Defesa Civil mantém o estado de atenção. Segundo a prefeitura, oito famílias, com aproximadamente 30 pessoas, estão abrigadas em um ginásio de esportes. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania está recebendo doações de roupas de cama, toalhas, produtos de higiene pessoal e de limpeza, que serão destinadas às famílias.

Em Ilhabela, que também mantém seu estado de atenção, os prejuízos causados pelas chuvas foram mínimos. Não houve desalojados e nem desabrigados. Segundo a prefeitura, houve o registro de deslizamentos de pedra, terra, ruas alagadas e a queda de um muro de arrimo no bairro Barra Velha. Uma árvore caiu na estrada que dá acesso à Praia de Castelhanos, mas já foi removida.