22°
Máx
14°
Min

Mães comemoram data do lado de fora de escola ocupada

Estudantes que desde a última semana ocupam a Escola Técnica Estadual de São Paulo (Etesp), no centro da capital, denunciaram no domingo, 7, em uma rede social que foram impedidos de receber familiares no local para um almoço planejado para o Dia das Mães.

Uma estudante que se identificou como Chablau contou que as mães foram barradas pelos seguranças do câmpus da Fatec, onde fica a Etesp. "Até se você é um presidiário pode receber visita dos familiares em datas comemorativas, mas, quando está lutando por educação, é impedido de receber a mãe", disse. Segundo ela, os alunos se revezaram para que todos pudessem sentar com as respectivas mães sem abandonar a ocupação. Chablau estima que mais de cem estudantes estejam na invasão da Etesp.

A Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza informa, em nota, que pais e mães de alunos "não estão impedidos de entrar na unidade". "Nos fins de semana, porém, o câmpus da Fatec não funciona e permanece fechado, com acesso restrito a qualquer pessoa", finaliza.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.