22°
Máx
16°
Min

Manifestantes fazem protesto em Brasília contra cultura do estupro

Em protesto contra a cultura do estupro, um grupo de manifestantes, formado por mulheres, homens e crianças, realizou neste domingo, 29, em Brasília, a Marcha das Flores. O ato foi marcado por uma caminhada de quase dois quilômetros entre o Museu da República e a Praça dos Três Poderes, onde os participantes depositaram flores na estátua da Justiça, em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O movimento, que era para ser pacífico, acabou gerando um pequeno tumulto, quando alguns participantes pularam a cerca em volta do STF. Segundo relato da Polícia Militar, alguns manifestantes jogaram pedras e garrafas contra os policiais e tentaram derrubar a grade que isolava o prédio do Supremo. A PM usou gás de pimenta para contê-los e, logo em seguida, com ajuda dos próprios manifestantes, a situação ficou mais calma. De acordo com a PM, não houve necessidade de detenção.

Segundo cálculos da Polícia Militar, cerca de 1,5 mil pessoas participaram do ato em protesto contra o estupro de uma menor de 16 anos no Rio de Janeiro por mais de 30 homens. Durante o protesto, os manifestantes exibiram faixas com dizeres como "A culpa nunca é da vítima"; "30 contra todas", "Estupro fere o corpo e mata a alma"