21°
Máx
17°
Min

MEC fará reedição de campanha nacional contra o Aedes nesta sexta


O Ministério da Educação (MEC), em parceria com secretarias municipais e estaduais de Educação, realiza nesta sexta-feira, 19, uma reedição da campanha nacional de combate ao Aedes aegypti.

A ideia é seguir os mesmos moldes do que foi feito no último sábado, 13, quando a equipe de ministros e a presidente da República, Dilma Rousseff, com o apoio de 220 mil militares das Forças Armadas, atuaram em mais de 350 cidades brasileiras. Agora, o objetivo é realizar um "dia de mobilização contra o mosquito" em todas as escolas do País.

Hoje, o líder do PT na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse que os ministros estão sendo chamados mais uma vez para dar aulas e apresentar campanhas práticas.

"O objetivo é permitir que a população possa participar individualmente, dando a sua contribuição", afirmou. De acordo com Guimarães, o combate ao mosquito, que é vetor dos vírus da dengue, da febre chikungunya e do zika, é a maior preocupação do Palácio do Planalto. "Não é uma campanha de governo, e sim da sociedade brasileira."

No último sábado, 13, todos os 31 ministros foram convocados a escolher uma cidade e demonstrar apoio público à mobilização. Apenas dois deles não conseguiram participar presencialmente, mas foram representados pelos secretários-executivos de suas Pastas.

A presidente Dilma participou da campanha no Rio de Janeiro. Ao todo, 220 mil militares das Forças Armadas atuaram em 356 cidades de todo o País. A campanha atingiu mais de dois milhões de residências e consistiu na entrega de panfletos e conscientização sobre como eliminar os focos do Aedes aegypti.