28°
Máx
17°
Min

Menina morre em tiroteio entre traficantes rivais no Rio

Uma adolescente de 14 anos morreu na noite de quinta-feira, 12, durante confronto entre traficantes rivais no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, zona norte do Rio. O tiroteio começou por volta das 19h, quando bandidos da facção criminosa Comando Vermelho (CV) tentaram tomar os pontos de vendas de drogas controlados pela facção inimiga Amigos dos Amigos (ADA). A Polícia Militar realiza uma operação na comunidade na manhã desta sexta-feira, 13.

Na troca de tiros, a menina foi atingida no peito e morreu no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Um adolescente também de 14 anos foi baleado e está internado no hospital. As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas. Nas redes sociais, os relatos são de que os tiroteios ocorreram por toda a noite de quinta-feira e começo da manhã desta sexta-feira, 13.

O policiamento está reforçado na região com policiais militares do 41º Batalhão, no Irajá, e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Na madrugada, bandidos atiraram contra os policiais. De acordo com a PM, houve confronto e, na fuga dos suspeitos, um fuzil, um carregador e munições foram deixados para trás. Uma outra equipe de PMs prendeu três suspeitos. Com eles havia um fuzil, uma pistola, carregador e munições.

Com o tiroteio, na noite de quinta-feira, o Metrô Rio orientou os passageiros a não deixarem as estações Tomás Coelho e Vicente de Carvalho após o desembarque. Nas redes sociais, circulam fotos que seriam do vidro de uma composição quebrado por bala perdida. O Metrô Rio diz que o vidro foi danificado por uma pedra. A circulação dos trens não foi interrompida pela troca de tiros.

A violência na região forçou a Secretaria Municipal de Educação a fechar três escolas, quatro creches e um Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) no turno da manhã desta sexta-feira. As unidades de ensino atendem 1.411 alunos que moram no Juramento e no vizinho Morro do Faz Quem Quer. Segundo a secretaria, as aulas serão repostas.