22°
Máx
16°
Min

Metrô afasta 2 seguranças que agrediram estudante

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) afastou dois seguranças que foram filmados agredindo o estudante de história e skatista Gabriel Lima Pacheco, de 20 anos. O jovem apanhou a golpes de cassetete na estação da Sé, região central de São Paulo, depois de ter colocado o skate no chão enquanto esperava na fila para comprar passagens.

De acordo com o jovem, ele foi chamado de "vagabundo" pelos seguranças, que teriam pedido para que ele segurasse o objeto e não o deixasse no chão. Em seguida, bateram nele com o cassetete e com chutes. Ele teve ferimentos leves na costela, nos braços e na cabeça.

Um amigo que passava no local registrou o momento da agressão pela câmera do celular. As imagens foram divulgadas pelo Bom Dia São Paulo, da TV Globo. No vídeo é possível ver que a agressão é interrompida depois de um funcionário, que se identifica como supervisor dos agentes, chega no local. O caso ocorreu na quinta-feira, 26, mas o boletim de ocorrência só foi registrado pelo estudante na última terça-feira, 31.

Em nota, o Metrô afirmou que "repudia a conduta adotada pelos empregados envolvidos na agressão" e que os funcionários estão afastados para "a adoção das medidas administrativas cabíveis". Afirmou ainda que os agentes de segurança do Metrô são "treinados e preparados para atuar em ocorrências de segurança pública no sistema e auxiliar os usuários em situações de anormalidade e atendimentos emergenciais em primeiros socorros, como partos, mal súbitos e reanimação cardíaca". A companhia informou ainda que analisará as imagens das câmeras de segurança da estação para verificar a conduta dos funcionários.