20°
Máx
14°
Min

'Meus filhos ficaram lisonjeados', diz agente da CPTM que ajudou em parto

Simone Cristina Glavina Lucarelli, de 38 anos, teve papel fundamental no parto do pequeno Ezequiel, nascido neste sábado, 15, no banheiro da Estação Engenheiro Manoel Feio, da Linha 12-safira, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. A agente operacional ficou para auxiliar a enfermeira anônima no socorro de Daiane Pereira de Lima, de 22 anos.

"Estava para sair para o intervalo de almoço quando os outros funcionários vieram me chamar porque a moça estava entrando em trabalho de parto", relata Simone. "Quando cheguei com a enfermeira, o bebê já estava coroando. Mas tudo correu bem, a criança nasceu bem e a mãe não teve problemas."

Simone afirma que o foco durante o parto era ajudar Daiane, mas que não conteve a emoção quando tudo passou. "Na hora que você está ali ajudando, a adrenalina vai lá em cima. Você quer ajudar. Depois que o momento passa, você para e pensa: 'O que aconteceu?' A emoção vem depois. E eu, que sou mãe, lembrei dos meus filhos." Lucarelli é mãe de duas meninas, de 20 e 18 anos, e um garoto de 12.

O incidente causou comoção na casa de Simone, que foi muito elogiada pelos filhos. "Minha mais velha disse: 'Que coisa linda!' Eles ficaram lisonjeados com a mãe. Meu marido também ficou muito orgulhoso de mim."

Assim como os outros funcionários da Estação Manoel Feio, a agente ainda não teve contato com Daiane e Ezequiel. "Mas ela disse que, assim que o menino crescesse e ficasse mais forte, ela o traria aqui para."