22°
Máx
17°
Min

Ministro da Justiça diz que estupro coletivo fere dignidade de todas as mulheres

O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, afirmou nesta sexta-feira, 27, em entrevista que o estupro coletivo sofrido por uma adolescente de 16 anos na zona oeste do Rio fere a dignidade de todas as mulheres. Segundo ele, por determinação direta do presidente em exercício Michel Temer (PMDB), a Polícia Federal está à disposição para ajudar no caso.

"Esse é um atentado à dignidade não só da vítima, mas à de todas as mulheres", afirmou Moraes, que neste momento concede entrevista coletiva ao lado do secretário de Estado de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame. O ministro viajou especialmente para tratar do caso.

Beltrame também disse que o crime é uma agressão a todos os cidadãos. "Seja lá com o auxílio de quem for, não vamos permitir que um crime desse tipo fique impune", disse o secretário. "Não vamos deixar passar em branco."

Neste momento, segundo o secretário de Segurança, a polícia realiza uma operação no morro da Barão, onde a adolescente foi estuprada no último final de semana. Até a tarde desta sexta-feira, a polícia havia identificado quatro homens envolvidos, seja por participação direta no ato ou pela divulgação das imagens. Porém, as autoridades não haviam pedido a prisão de nenhum deles.