27°
Máx
13°
Min

Missa com novo cardeal brasileiro será dia 20/11

O papa Francisco anunciou na manhã deste domingo (9/10), 17 novos cardeais. O Brasil foi contemplado com a escolha do arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Sergio da Rocha. A nomeação oficial será realizada no dia 19 de novembro, véspera do encerramento do Jubileu da Misericórdia. No domingo, 20 de novembro, o papa celebrará missa com os novos cardeais, os arcebispos e bispos.

Entre os cardeais, 13 têm menos de 80 anos e podem entrar no conclave para, no futuro, eleger o sucessor de Francisco.

Dom Sérgio da Rocha tem 56 anos e é do Estado de São Paulo. Foi nomeado arcebispo de Brasília em 2011 pelo Papa Bento XVI e desde 2015 preside a CNBB. Estudou filosofia no Seminário Diocesano de São Carlos em São Paulo e teologia no Instituto Teológico de Campinas. Concluiu mestrado em teologia moral na Faculdade Teológica "Nossa Senhora da Assunção", em São Paulo, e doutorado na mesma disciplina junto à Academia Alfonsiana de Roma.

Com a escolha do arcebispo de Brasília, a igreja no Brasil passa a ter cinco cardeais eleitores: Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo (SP), Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida (SP), João Braz de Aviz (Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica (Vaticano), Orani João Tempesta (Rio de Janeiro). Também são cardeais brasileiros Cláudio Hummes (SP), Paulo Evaristo Arns (SP), Aloísio Lorscheider (Fortaleza), José Freire Falcão (Brasília), Serafim Fernandes de Araújo (BH), Geraldo Majella Agnelo (Salvador) e Eusébio Oscar Scheid (RJ). Por terem mais de 80 anos, não participam de conclaves, mas podem ser eleitos.