24°
Máx
17°
Min

Motorista que atropelou e matou ciclista diz que fugia de assaltantes

Suspeito de atropelar e matar um ciclista na Rodovia dos Imigrantes, em Diadema, na Grande São Paulo, o motorista de ônibus Sérgio Meliunas, de 45 anos, afirmou que estava fugindo de assaltantes no momento do acidente. Ele foi preso pela Polícia Civil após três dias foragido e prestou depoimento na noite desta quarta-feira, 6.

"Eu senti que dois motoqueiros encostaram em mim para levar o carro. Aí, um gritou: 'perdeu, perdeu, perdeu'. Eu saí correndo em disparada", disse ao Bom Dia São Paulo, da TV Globo. "Ali é escuro, como você vai ver alguém de bicicleta na sua direção? Fiquei apavorado, não sabia o que fazer."

O caso aconteceu por volta das 18h do domingo, 3, na altura do quilômetros 17,5 da Imigrantes. O corpo do ciclista Dorgival Francisco de Souza, de 59 anos, foi encontrado no chão com um dos braços decepados na altura do ombro. Policiais acharam o membro na Avenida Doutor Ulysses Guimarães, próximo a um restaurante, a cerca de dois quilômetros do local do acidente, no bairro Vila Diadema.

Após investigações, Meliunas foi localizada e conduzido para o 3º Distrito Policial de Diadema. Ele vai responder por homicídio culposo (sem intenção de matar), fuga do local do crime e destruição, subtração ou ocultação de cadáver.

O motorista afirmou que estava com amigos no carro na hora do acidente e que só percebeu o braço amputado quando parou o veículo. "Quando houve a colisão, todo mundo pensou que fosse uma pedra que tinham jogado", disse.

"Quando eu desci e vi (o braço). Coloquei do lado, no chão, e fui tentar trocar o pneu para fazer alguma coisa", afirmou. "Eu não sabia o que fazer. Não tenho condições para contratar um advogado e ainda não tenho."