23°
Máx
12°
Min

Mudança no sorotipo pode ser causa de surto de H1N1, diz secretário

O secretário Estadual de Saúde David Uip disse nesta sexta-feira, 1º, em Campinas que a antecipação no surto de gripe H1N1 no Estado de São Paulo pode estar relacionada a uma modificação no sorotipo do vírus. A hipótese ainda está sendo estudada por especialistas.

Uip falou sobre os casos de gripe H1N1 em coletiva de imprensa em Campinas, no interior de São Paulo. A cidade tem seis casos confirmados do vírus. O secretário disse que o início da campanha de vacinação para grupos de riscos, como pessoas com mais de 60 anos, mulheres grávidas, pessoas privadas de liberdades, doentes crônicos, pacientes imunodeprimidos, profissionais da área da saúde e população indígena, será mantida para o dia 30 de abril.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, até o dia 22 de março deste ano, foram notificados 324 casos e 42 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Estado, que são atribuíveis ao vírus Influenza. Desse total, 260 casos e 38 óbitos foram relacionados ao vírus A (H1N1). Comparado a 2015, foram 342 casos de SRAG notificados em todo o Estado, sendo 190 relacionados ao tipo A (H3N2). Do total de 65 óbitos registrados em 2015, 28 tiveram também relação com o A (H3N2).

Questionado sobre a antecipação dos casos, o secretário afirmou que há três hipóteses para serem analisadas: a primeira são as viagens internacionais, a segunda, o baixo número de pessoas imunizadas na campanha anterior, e a terceira hipótese uma possível modificação no sorotipo do vírus, a qual ainda está sendo estuda por especialistas.