27°
Máx
13°
Min

Nível recua em todos os sistemas de abastecimento de água de SP, diz Sabesp

O nível de água armazenado em todos os sistemas de abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo diminuiu neste sábado, 24, em relação aos patamares verificados na sexta-feira, 23, de acordo com boletim diário divulgado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo.

No sistema Cantareira, o volume armazenado recuou de 73,6% ontem para 73,4% neste sábado - o índice considera a cota de água presente no chamado volume morto. Desconsiderando a reserva técnica, o nível do Cantareira passou de 44,3% na sexta-feira para 44,2% neste sábado. O terceiro índice divulgado pela Sabesp para o Cantareira também caiu, de 56,9% para 56,8%.

O sistema abastece 8,1 milhões de habitantes das zonas norte, central, parte da leste e oeste da capital paulista e as cidades de Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Osasco, Carapicuíba e São Caetano do sul. O manancial também atende parte de Guarulhos, Barueri, Taboão da Serra e Santo André.

A queda nos indicadores ocorre após um dia sem chuvas no manancial. No acumulado do mês de setembro, a Sabesp registrou 37,7 milímetros (mm) de pluviometria na região do Cantareira, o que representa 42,6% da média histórica mensal para a área, de 88,4 mm de precipitação.

Alto Tietê e Guarapiranga

O nível dos sistemas Alto Tietê e Guarapiranga também recuou de ontem para hoje. No caso do Alto Tietê, o volume armazenado passou de 39,7% para 39,6%. A região recebeu 0,1 mm de chuva nas últimas 24 horas, o que elevou a pluviometria acumulada no mês para 24,8 mm, ou 29,7% da média histórica, de 83,6 mm de precipitação em setembro.

No Guarapiranga, o nível das reservas caiu de 74,3% na sexta-feira para 74,1% hoje - segundo a Sabesp, o sistema não acumulou precipitação desde sexta-feira. Ao todo, o manancial já recebeu 27,6 mm de chuva desde o início de setembro, 34,8% da média histórica mensal de pluviometria, de 79,4 mm.

Outros sistemas

O volume armazenado no Alto Cotia recuou de 93,1% para 92,9%, enquanto o nível do sistema Rio Grande caiu de 76,4% para 76,3%. Já no sistema Rio Claro, os reservatórios operam hoje com 72% de sua capacidade, ante 72,5% ontem.