22°
Máx
16°
Min

Noroeste de SP registra 8ª morte por H1N1

Um menino de seis anos morreu na quinta-feira, 3, em um hospital de São José do Rio Preto, depois de ser diagnosticado com a gripe Influenza A H1N1. É a oitava morte causada pela doença também conhecida como gripe suína na região noroeste do Estado de São Paulo este ano. A criança, moradora de General Salgado, era portadora de câncer e estava internada na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital após ter uma recaída. Um exame de sangue constatou a presença do vírus.

Outra criança de três anos estava internada nesta sexta-feira, 4, no mesmo hospital com diagnóstico de H1N1. O paciente, morador de Nova Aliança e também portador de câncer, está em estado grave, segundo o hospital. Entre as sete mortes registradas anteriormente, já havia uma de General Salgado - uma mulher de 53 anos. Outras duas foram registradas em Mirassol, vitimando homens de 54 e 32 anos, respectivamente. As demais ocorreram em Mendonça, Tabapuã, Santa Adélia e São José do Rio Preto. Na região, foram registrados 42 casos positivos da gripe este ano. Nove ainda aguardam os resultados.

O Ministério da Saúde informou que acompanha a situação dos casos de H1N1 no interior de São Paulo e que os números da doença estão em redução desde 2009, quando o País enfrentou epidemia, com mais de 50 mil casos e cerca de duas mil mortes.